FANDOM


Omega galaxymap-box

Construído em um asteroide metálico minado, Omega tem sido um refúgio para criminosos, terroristas e descontentes há milhares de anos. A estação ficou ociosa e abandonada por séculos, apenas para ser reativada por um novo grupo de bandidos buscando um novo começo. O design elegante e original da estação espacial deu lugar a uma expansão aleatória de facções invasoras de todas as espécies. Não existe um governo central ou autoridade unificadora no Omega, e ninguém se lembra de um tempo que já existiu.

  • População: 7.8 milhões
  • Distância Orbital: 2.43 AU
  • Período orbital: 6.9 Anos terrestres
  • Comprimento total: 44.7 Km

CodexEditar

Originalmente um asteroide rico em Elemento Zero, o Omega foi minado brevemente pelos Protheans, que eventualmente o abandonaram devido a sua crosta espessa e impenetrável. Milhares de anos depois, a natureza fez o que nem os Protheans conseguiram: uma colisão com outro asteroide quebrou o Omega ao meio, expondo todo seu tesouro de elemento zero para facilitar a mineração.

A pressa se seguiu à medida que corporações e particulares tentavam enriquecer com Omega, e ladrões e bandidos seguiam seu rastro. À medida que o espaço se tornava apertado, a construção de instalações de processamento estendia-se verticalmente a partir do asteroide, criando a silhueta de água-viva da Omega. Para evitar futuras colisões, a estação é cercada por enormes geradores de mass-effect field que redirecionam os detritos recebidos.

Hoje, Omega é um importante centro de tráfico de narcóticos, armas e eezos, sem sequer um pretenso governo civil ou controle militar. Somente grupos mercenários conseguiram incutir uma ordem limitada; o mais implacável é um sindicato asari dirigido pela notória Aria T'Loak.

HistóriaEditar

O Omega é descrito como "a contrapartida sombria e distorcida do Terminus Systems para a Citadel". É uma enorme estação de mineração construída a partir dos restos de um enorme asteroide de formato irregular com ruas sinuosas povoadas de casas, lojas e armazéns. Habitantes de Omega são geralmente sem lei. O território é controlado pela facção mais forte nessa área e freqüentemente muda de mãos, muitas vezes após a violência brutal. A atual regra "de facto" da estação é Aria T'Loak. A partir de 2185, Omega tem uma população de 7,8 milhões de pessoas, composta por várias espécies diferentes. A principal exportação da estação é o elemento zero.

O mais antigo governante conhecido de Omega era um turian; ele controlou a estação até que ele foi morto por um crimelord krogan que comeu seu coração e usou seu crânio em sua armadura. O krogan reinou sobre Omega incontestável por algum tempo até por volta dos anos 80, quando Aria T'Loak, um de seus tenentes mais confiáveis, derrotou-o em um único combate e o usurpou.

O núcleo rico em metal pesado do asteroide original foi extraído até que ele estivesse quase completamente oco, fornecendo os recursos iniciais usados ​​para construir os edifícios e instalações em Omega. Ao longo dos anos, eles foram expandidos até cobrirem completamente cada centímetro exposto de sua superfície, fazendo do Omega uma bizarra mistura de arquitetura e tecnologia. A estação é o lar de dezenas de espécies, incluindo batarians, vorcha e Lystheni salarians, bem como muitas outras espécies qie não são bem-vindas no espaço da Citadel.

Enquanto os seres humanos se referem a ele como Omega, o nome asari para ele traduz como "o coração do mal", o nome Salariano como "o lugar de segredos", o nome turian como "o mundo sem lei", e o nome krogano como a "terra da oportunidade", refletindo claramente suas atitudes culturais em relação à sociedade dentro do Omega.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.